Mais funcionários da FEA aderem ao PIDV


Em sua segunda edição, o Programa de Incentivo à Demissão Voluntária (PIDV) aprovou o desligamento de 1455 funcionários da USP. Prevendo uma redução de gastos na folha de pagamento, o programa consiste em indenizar o servidor ao equivalente de 1 mês de salário por ano de efetivo exercício na universidade, limitado a 20 (vinte) meses de salário e ao valor máximo de R$ 400.000,00 (quatrocentos mil reais), e os 40% referentes ao saldo para fins rescisórios do FGTS, além das verbas rescisórias legais de um pedido de demissão.

Nesta edição, 13 funcionários da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade (FEA) aderiram ao PIDV. Com anos de serviços prestados à Universidade de São Paulo e à FEA, a saída deles é sentida por todos aqueles que ficam.

Os fatores que levaram esses funcionários a optarem pelo PIDV são vários, mas a reforma da previdência e a proximidade da aposentadoria influenciaram a maioria, como Sheyla Isolina Mazzeo Pastrello, que já soma 90 pontos, entre idade e tempo de contribuição para se aposentar, e aproveitou a oportunidade de obter um recurso a mais aderindo ao programa. Além disso, fatores como reorganização financeira e novos projetos de vida incentivaram tamanha mudança. Lucimara Aparecida do Nascimento, por exemplo, pretende passar dois anos viajando pelas Américas, Ásia e Europa. Também partindo para novos rumos, Maria Cristina Inácio irá se dedicar ao Projeto Acquarela, uma assessoria esportiva.

Para a grande maioria, a decisão não foi fácil. Geraldo de Souza Rodrigues, há 36 anos na instituição, sentiu dificuldade ao fazer essa escolha pelos anos dedicados à FEA: “aqui é a minha segunda casa, então eu vou sentir muita falta. Talvez a princípio, uns dois ou três meses, eu até me sinta bem. Mas depois eu não sei o que vai ser. Posso acordar e querer vir para cá”, conta. Assim como ele, Maria Aparecida de Jesus Sales também considera a FEA como uma extensão de sua casa: “minhas filhas foram criadas aqui, terminaram a graduação no ano passado, uma entrou na pós e a outra está prestes a entrar, meu marido estudou aqui. A FEA e a USP representam muito na nossa vida”, diz.

Rosemeire Maria Batista, há 19 anos na FEA, acredita que muita experiência irá se perder com a saída de funcionários, mas acha extremamente válida e produtiva a renovação do quadro de pessoas. Um ponto em comum levantado por eles é, justamente, essa renovação. Caso nenhuma providência seja tomada, muitos acreditam que algumas dificuldades irão surgir, como o acúmulo de trabalho para aqueles que ficam. Para Maria Cristina, inclusive, esta é a parte mais penosa: “está sendo difícil ficar tranquila por saber que temos aqui muitas responsabilidades e que pouquíssimas pessoas ficarão com a carga”. Segundo Sônia Cecília Damázio, esse é o momento de todos se unirem, trabalhando em prol do outro e ajudando para que não haja sobrecarga para os que irão permanecer na FEA. Já para Maria Aparecida, junto com a saída desses funcionários também irá embora uma parte da história da FEA. Assim como ela, muitos colegas da segunda edição do PIDV conheceram a escola quando existia apenas um prédio. Hoje, são sete. “As pessoas que estão saindo trabalham há muito tempo aqui na FEA e retém parte da história da universidade. Os funcionários que estão aqui hoje têm pouco tempo de FEA, não sabem a história da escola”, afirma.

Em todos esses anos de FEA, cada um acumulou uma série de experiências e boas lembranças. Janete Miranda de Araújo ressalta seu aprendizado pessoal e profissional: “tenho orgulho de trabalhar na FEA, são quase 27 anos de experiência, dedicação, batalhas e conquistas. Aqui aprendi e evoluí pessoalmente e profissionalmente”. Já Sheyla, ressalta o seu crescimento e amadurecimento como pessoa: “entrei aqui uma menina. Aqui eu me transformei no que sou hoje. Virei gente grande. Fiz amigos imprescindíveis. Criei e formei meus filhos. Estudei. Toda a minha vida passa pela FEA”.


Com a saída, a saudade aperta e o sentimento de gratidão aflora em ambas as partes, tanto daqueles que estão indo embora, por tudo que a FEA e a USP proporcionaram a eles, quanto da parte da instituição, pela dedicação que esses funcionários demonstraram ao longo de todos esses anos. Elaine Souza de Araújo relembra os momentos bons e os que não foram tão bons, mas que fizeram parte de sua trajetória: “deixo a FEA com a sensação de dever cumprido, para trilhar outros caminhos; e aproveito para agradecer a todos os colegas de trabalho, amigos”, declara. Sheyla também agradece o privilégio de ter pertencido a tudo isso: “meu sentimento é de gratidão à USP, à FEA e a todos que comigo dividiram essa jornada. Saio com uma saudade já enorme e a certeza de que a FEA sempre estará em mim”, conclui.

O Gente da FEA homenageia Elaine Souza Araújo, Ezair Pedro Cim, Geraldo de Souza Rodrigues, Janete Miranda de Araújo, Lucimara Aparecida do Nascimento, Márcia Bento, Maria Aparecida de Jesus Sales, Maria Cristina Inácio, Maria José Medeiros da Silva, Osmar Lourenço Custódio, Rosemeire Maria Batista, Sheyla Isolina Mazzeo Pastrello e Sônia Cecília Damázio. A FEAUSP agradece por todos os anos de dedicação à instituição.

Elaine Souza Araújo
Ao longo de 20 anos, foi técnica de documentação e informação na Biblioteca da FEA.


Ezair Pedro Cim
Em seus 28 anos de FEA, foi chefe do Almoxarifado, trabalhou na Gráfica e no setor do Expediente.
 

Geraldo de S. Rodrigues
Trabalhou na zeladoria e vigilância da FEA por 35 anos.
 

Janete M. de Araújo
Em seus 26 anos de FEA, trabalhou na Biblioteca e no Serviço de Apoio aos Colegiados.
 

Lucimara Nascimento
No decorrer de 21 anos, trabalhou na diretoria, na seção de alunos, na seção de Pós-graduação e no setor de Estágios da FEA.
 

Maria Aparecida de Jesus Sales
Durante 36 anos de FEA, trabalhou no setor de Pós-graduação.
 

Maria Cristina Inácio 
São 31 anos de USP, sendo 2 anos na Reitoria e 29 anos na FEA, onde passou pelo departamento de Contabilidade e pelo Serviço de Apoio aos Colegiados.
 

Maria José Medeiros da Silva
Exerceu a função de Copeira nos 26 anos que trabalhou na FEA, sempre no Departamento de Contabilidade.
 

Márcia Bento
Trabalhou nos departamentos de Economia e de Contabilidade, sempre nas secretarias de Pós-graduação, no decorrer de 21 anos.
 

Osmar L. Custódio
Sempre trabalhou na FEA e durante 41 anos exerceu a função de motorista na  Faculdade.
 

Rosemeire M. Batista
Em 19 anos, trabalhou na Biblioteca, no dep. de Administração e na secretaria das comissões de Pesquisa e de Cultura e Extensão Universitária da FEA.
 

Sheyla Mazzeo
Trabalhou serviço de Apoio aos Colegiados, no departamento de Administração e no Atendimento aos Usuários da Biblioteca, ao longo de 31 anos.
 

Sônia Cecília Damázio 
Em 25 anos de FEA, trabalhou no serviço de Apoio aos Colegiados e na Diretoria da FEA.

Gente da FEA - Abril de 2017
Autora: Beatriz Arruda

 

Data do Conteúdo: 
segunda-feira, 27 Março, 2017

Departamento:

Sugira uma notícia