Eliseu Martins é homenageado no retorno à pós-graduação

O que seria apenas uma Aula de Recepção aos novos mestrandos e doutorandos do curso de pós-graduação em Controladoria e Contabilidade, ministrada pelo professor Eliseu Martins, transformou-se numa homenagem surpresa ao mestre. No dia 21 de fevereiro, amigos, ex-alunos e familiares compareceram à Sala da Congregação para prestar homenagem ao ex-diretor da FEAUSP e ex-chefe do departamento de Contabilidade e Atuária (EAC).

   Depois de se aposentar, Martins tornou-se professor emérito em agosto de 2009. Apaixonado pela Contabilidade e dedicado à formação de novos contabilistas, continuou dando aulas e orientando pós-graduandos. Após um período afastado da FEA, dando aula na FEA de Ribeirão Preto, o docente foi convidado a retornar à pós-graduação da FEA. O chefe do EAC, Ariovaldo dos Santos, queria que a Aula de Recepção representasse um “retorno triunfal” do amigo.

   Eliseu Martins foi um dos pioneiros do ensino da Contabilidade no Brasil. Ele é um dos autores da obra “Contabilidade Introdutória”, uma espécie de bíblia da Contabilidade, que inovou o ensino há mais de 40 anos. Escrita em 1971 por um grupo de professores da FEAUSP, a obra encontra-se na sua 11ª edição, acompanhando os novos padrões da contabilidade e as frequentes modificações introduzidas na legislação fiscal e societária. A obra possibilitou a criação de uma linguagem comum para a Contabilidade de todo o país e é adotada até hoje nas melhores universidades.  

   A apresentação de Eliseu Martins à nova turma da pós-graduação coube a seu antigo orientador, o professor emérito Sérgio de Iudícibus. “São tantos anos juntos. Fizemos carreiras paralelas”, introduziu, brincando que a única diferença entre eles é que “sou palmeirense e ele, corintiano”. Iudícibus elogiou a qualidade do professor Eliseu Martins, a quem qualificou de “único e inigualável”, lembrando que ele recebeu a Medalha do Mérito Contábil João Lyra, prêmio máximo na carreira de um contador. “Se o Eliseu não tivesse escrito mais nada, ele já seria imortalizado só por sua tese de doutorado (1972) sobre ativo intangível”. 

   Martins também carrega em seu currículo outro pioneirismo. Participou desde o início, na década de 90, das discussões para a instituição de um padrão internacional para as normas contábeis, hoje conhecidas por IFRS. Graças ao esforço de um grupo de professores da FEA, o Brasil participou ativamente da elaboração das novas normas e, desde 2010, as empresas brasileiras estão obrigadas a elaborar seus demonstrativos financeiros conforme esse novo padrão.

   Eliseu Martins ficou emocionado com a homenagem. Sua aula versou sobre contabilidade societária brasileira e o papel do EAC no seu ensino e normatização. Compareceram ao evento o diretor da FEA, Adalberto Fischmann, o chefe e o vice do EAC, Ariovaldo dos Santos e Gerlando Lima, o coordenador e o vice da pós-graduação da Contabilidade, Luiz Paulo Fávero e Lucas Ayres, entre outros docentes.


Gente da FEA - Abril de 2017
Autora: Cacilda Luna

 

Data do Conteúdo: 
segunda-feira, 27 Março, 2017

Departamento:

Sugira uma notícia