Defesas de teses não pararam com a pandemia

Em tempos de pandemia e isolamento social, a Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da USP vem lançando mão do ambiente virtual, assim como outras universidades  mundo afora, para manter sua rotina acadêmica, minimizando dessa forma os impactos sobre o ensino e a pesquisa nesse momento crítico que o mundo atravessa.

Além das aulas de graduação, realizada por meio da plataforma Zoom, a pós-graduação tem se valido dessa ferramenta para honrar o cronograma das defesas de doutorado e mestrado. Na verdade, a videoconferência já era um meio utilizado pelas bancas examinadoras quando um dos membros não podia se deslocar até São Paulo para assistir pessoalmente à defesa.

Segundo a chefe do Serviço de Pós-graduação da FEAUSP, Adriana Molina, as defesas de tese de doutorado e dissertações de mestrado começaram a ser realizadas de forma remota no dia 26 de março. Até o dia 1º de junho, já haviam ocorrido virtualmente 27 defesas, se incluirmos as bancas de qualificação esse número totaliza, 63.

“Até o dia 4 de maio, a maioria das defesas era realizada por meio da plataforma Zoom e gerenciadas na plataforma pelos orientadores. Depois dessa data, a Secretaria da Pós-graduação passou a gerenciar as defesas exclusivamente pelo Zoom, mediante um protocolo que foi elaborado pela equipe da pós”, explicou Adriana Molina.

Segundo Adriana, a adaptação para professores e orientandos não foi totalmente fácil. “Alguns apresentavam dificuldades no uso da ferramenta, mas na maioria dos casos se adaptaram bem”.

Natan de Souza Marques defendeu sua tese de doutorado em 28 de abril, já no formato virtual. “A experiência foi muito positiva, embora tenha exigido algumas adaptações, tanto da minha parte quanto da parte do meu orientador (professor Roberto Sbragia, do departamento de Administração da FEA). As adaptações se deram na forma, no planejamento e na operacionalização dos procedimentos necessários para garantir a conexão de todos os membros envolvidos na banca”.
 

Segundo Natan Marques, cuja tese versou sobre “Ambiente institucional e inovação em startups: o papel moderador das incubadoras de empresas”, no momento da sua apresentação tudo fluiu com naturalidade, não havendo nenhuma perda significativa de interação, e as discussões ocorreram com sucesso.

“O fato mais positivo foi a oportunidade de transmitir, simultaneamente, via YouTube, toda a cerimônia da defesa, permitindo que muitos amigos e familiares, em outras cidades e estados, pudessem acompanhar e compartilhar o momento, juntamente comigo. Penso que esse formato se mostra muito promissor, inclusive por permitir o envolvimento de professores qualificados de todas as partes do mundo em eventos de defesa de teses e dissertações”, concluiu Natan de Souza Marques.

  Natan Marques, aprestentando online sua tese:
  “Ambiente institucional e inovação em startups: o papel moderador das incubadoras de empresas”
 


Autora: Cacilda Luna
Gente da FEA - junho de 2020

Data do Conteúdo: 
Segunda-feira, 15 Junho, 2020

Departamento:

Sugira uma notícia