Análise & Opinião - O desafio de inovar para conquistar novos mercados

Desenvolver projetos de novos produtos e processos não é tarefa fácil, pois exige mudanças comportamentais que são verdadeiros desafios para empresas iniciantes.

alceuNos últimos anos, empresas brasileiras têm percebido níveis cada vez mais intensos de competição em seus ambientes de negócios e tiveram que responder com uma rápida corrida não só em busca de mais qualidade para seus produtos e melhoria nos processos, como também de competências para inovar. Além de serem o caminho para a conquista de novos mercados, os projetos de desenvolvimento de novos produtos e modelos de negócios são os meios mais eficazes de se implementar as diretrizes do Planejamento Estratégico Corporativo, como aquelas de posicionamento, imagem, novos mercados e nichos, gestão tecnológica, responsabilidade social e ambiental ou mesmo de integração nas relações de parcerias na cadeia de suprimentos, já que a competitividade atualmente não depende mais somente da ação de uma única empresa, mas sim de orquestração de toda a cadeia de inovação.
Porém, desenvolver projetos de novos produtos e processos não é tarefa fácil, pois exige mudanças comportamentais que são verdadeiros desafios para empresas iniciantes. São atividades que empregam novos conhecimentos e tecnologias e que apresentam altos níveis de risco em relação ao sucesso tecnológico e à adequação do produto ao mercado. Muitas vezes, nem mesmo há mercado definido, ou os consumidores não têm uma boa ideia sobre as funcionalidades ou os usos do produto, mas a equipe de projeto tem de iniciar e conduzir o desenvolvimento porque a concorrência também estará tentando.
Lançamento de produtos melhores, com menores time-to-market e reduções de custos, tanto no desenvolvimento quanto na produção, tem sido possível com o emprego do Projeto Integrado do Produto e Processo. O Projeto é integrado porque é caracterizado por um ambiente de intensa troca de informações pela equipe de projeto multidisciplinar, apoiada por sistemas de informações, possibilitando um alto grau de simultaneidade nas decisões e execução de tarefas ou etapas do projeto, como prospecção e pesquisa de marketing, conceito e engenharia do produto, desenvolvimento da manufatura ou processo produtivo, além de prototipagem, testes e planos de lançamento. O objetivo é o de antecipar e resolver mais cedo eventuais problemas no projeto, economizando tempo e recursos com análises e tarefas que teriam que ser refeitas mais tarde.
Muitas empresas brasileiras têm lançado produtos de sucesso, até em mercados internacionais mais competitivos. Os próximos desafios estão relacionados principalmente às questões do desenvolvimento compartilhado, abrindo e expandindo as fronteiras de inovação da empresa em direção a fornecedores, universidades, clientes, distribuidores e novos canais, de forma a melhor gerenciar os riscos nos projetos. Outra preocupação, para melhorar as condições de sucesso das empresas nas atividades de inovação, é planejar e alinhar os projetos de desenvolvimento com as diretrizes estratégicas de médio e longo prazos da organização com importantes repercussões no processo de seleção e gestão da carteira de projetos de novos produtos e modelos de negócios.

Alceu Salles Camargo Junior
Professor do Departamento de Administração da FEAUSP

 


Data do Conteúdo: 
segunda-feira, 7 Maio, 2012

Departamento:

Sugira uma notícia