Pós-graduação em Economia

Descrição do Curso

O Instituto de Pesquisas Econômicas (IPE) foi criado em 1964 para gerir os programas de pós-graduação do Departamento de Economia. Os programas de mestrado e de doutorado do IPE buscam oferecer uma formação acadêmica pluralista que contemple os avanços recentes nas diversas abordagens teóricas e no conhecimento empírico da Economia e a reflexão sobre a evolução das idéias econômicas.

A pós-graduação em Economia compreende duas áreas de concentração, Teoria Econômica e Economia das Instituições e do Desenvolvimento, sendo que a última se aplica somente ao doutorado.

Teoria Econômica

A área de Teoria Econômica tem três objetivos principais:

- Fornecer aos alunos uma sólida formação em teoria econômica e econometria, que os capacite a compreender e participar ativamente das pesquisas desenvolvidas nos principais centros de economia do mundo, bem como da produção acadêmica publicada nas revistas internacionais da área.
- Despertar nos alunos o interesse pela pesquisa nas áreas de macroeconomia e microeconomia, capacitando-os a utilizar os modelos teóricos e as técnicas econométricas para entender e propor soluções para as questões econômicas e sociais cruciais da sociedade brasileira no mundo atual.
- Fornecer uma visão histórica e sociológica da economia brasileira, para que os alunos possam ter uma perspectiva de longo prazo dos problemas da nossa sociedade que os capacite a tentar resolvê-los.

Os principais temas de pesquisa na área incluem:

- Avaliação de políticas públicas;
- Mercado de trabalho;
- Distribuição de renda;
- Pobreza;
- Desigualdade regional;
- Finanças públicas;
- Finanças corporativas;
- Regulação;
- Mensuração do poder de mercado;
- Equilíbrio geral computável;
- Modelos de matching;
- Ciclos reais;
- Jogos evolucionários;
- Sociologia do trabalho;
- Comércio internacional;
- Economia da nutrição e saúde;
- Economia monetária;
- Metodologia econômica.

O aluno deve cursar o Mestrado no prazo máximo de 2 anos e 8 meses, o Doutorado para quem já tem o mestrado no prazo máximo de 3 anos e 8 meses, e o Doutorado para quem não tem o título de mestre no prazo máximo de 4 anos e 8 meses.

Economia das Instituições e do Desenvolvimento
O Programa de Doutorado em Economia em Economia das Instituições e do Desenvolvimento tem como objetivo formar pesquisadores e fazer pesquisas, enfatizando a reflexão sobre questões ligadas à ciência e à história econômica, e, em particular, sobre o desenvolvimento econômico brasileiro.

O programa privilegia a elaboração da tese de doutorado. As diversas competências do quadro docente serão utilizadas para orientar alunos que, com uma sólida formação básica na teoria econômica convencional, queiram desenvolver linhas de pesquisas com outras perspectivas teóricas, metodológicas e aplicadas.

Alunos com título de mestre devem cursar pelo menos sete disciplinas, das quais Teoria do Desenvolvimento Econômico e Economia Brasileira são obrigatórias. Alunos do Doutorado Direto, sem o título de mestre, devem cursar pelo menos 14 disciplinas, sendo obrigatórias Microeconomia, Macroeconomia, Econometria, Teorias do Desenvolvimento Econômico e Economia Brasileira. O conjunto de disciplinas não obrigatórias a serem cursadas pelo aluno ingressante deve ter o endosso do orientador.

Saiba mais:

Visite site da pós-graduação em economia