Mestrado - Implementações dos processos de governança corporativa: um estudo multicasos no ambiente das agtechs

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
24/11/2021 - 10:30 até 13:30

Felipe Belloni Urtado

Mestrado - Implementações dos processos de governança corporativa: um estudo multicasos no ambiente das agtechs

Orientador: Prof. Dr. Cláudio Antonio Pinheiro Machado Filho

Comissão: Profs. Drs. Felipe Mendes Borini, Marco Antonio Conejero e Camila Benatti Mourad

Transmissão: https://youtu.be/HMFNwOnDRdA

Resumo*

Este trabalho de pesquisa fundamentou-se na teoria e aplicação da conceituação de governança corporativa em startups do agronegócio, intituladas agtechs. O termo agtechs surgiu nos Estados Unidos para promover empresas que utilizam inovação no agronegócio por meio de novas tecnologias no campo. O estudo tem como objetivo responder a seguinte pergunta problema: como as práticas de governança corporativa evoluem com o ciclo de vida de uma startup do agronegócio? A governança corporativa foi explorada em todos os estágios do desenvolvimento de startups, I. Ideação, II. Validação, III. Tração e Escala (IBGC, 2019). Apoiou-se no Instituto Brasileiro de Governança Corporativa – IBGC, principal órgão fomentador de governança corporativa no Brasil para definir os estágios de desenvolvimento de uma startup e as características de cada estágio. O estudo observou que conforme as startups avançam nos estágios de seu desenvolvimento, a governança corporativa avança subsequentemente. A importância desta atuação reflete em captação de recursos, gestão financeira e estratégias bem definidas. O trabalho percorreu as teorias de Stakeholders (Freeman, 1984), Agency (Jensen & Meckling, 1976) e Stewardship (Donaldson & Davis, 1991) para compreensão das teorias organizacionais, premissas de governança corporativa e o desenvolvimento das organizações. A metodologia da pesquisa embasou-se em caráter qualitativo, exploratório, com o uso de dados primários e secundários e a utilização de estudos de casos múltiplos como unidade de análise. A partir da metodologia foram coletados dados de 4 agtechs em diferentes estágios no ciclo de desenvolvimento. As agtechs do estudo possuem localização no Vale do Piracicaba, na cidade de Piracicaba, São Paulo, importante região para o ecossistema de startups voltadas para o agronegócio. Os resultados encontrados demonstraram que para uma melhoria contínua das startups na execução de governança corporativa, os estágios de tração e escala possuem melhor entendimento e operacionalização de questões relacionadas a pessoas, dados, recursos, tecnologias, estratégias e finanças em comparação aos estágios de ideação e validação. O cenário de governança corporativa pode impactar a tomada de decisão de gestores, founders e c-levels com visões de longevidade por parte das organizações. As evidências levantadas permitem um melhor entendimento do cenário das agtechs no Brasil. Espera- se que este trabalho contribua para o desenvolvimento de pesquisas associadas ao crescimento de startups e ao ecossistema de agtechs no Brasil.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos