Teses e dissertações

Tese de Doutorado
Título original: As boas práticas de gestão ambiental e a influência no desempenho exportador : um estudo sobre as grandes empresas exportadoras brasileiras
Autor: Hrdlicka, Hermann Atila
Orientador:  Kruglianskas, Isak
Banca Examinadora:  Kruglianskas, Isak, Maximiano, Antonio Cesar Amaru, Neiman, Zysman, Rabechini Junior, Roque, Zilber, Moises Ari
Data da Defesa: 13/08/2009
Palavras-chave: Corporate environmental management, Environmental sustainability, Gestão ambiental em empresas, Internacionalização de empresas, Internationalization of firms, Sustainability, Sustentabilidade, Sustentabilidade ambiental
Resumo Original: Dois temas de interesse nacional se destacam: a preocupação com o meio ambiente e o processo de internacionalização de empresas brasileiras. O primeiro deles explora a sustentabilidade do planeta, com recorrente alusão às externalidades negativas provocadas pelos negócios e o consumo de uma sociedade global e afluente. No segundo, noticia-se a respeito do sucesso e contribuição das exportações como alavanca do desenvolvimento do país. A respeito desses dois temas uma pergunta se apresenta: seria pertinente explicar que o atual sucesso de nossas exportações possui influências fundamentadas na responsabilidade ambiental, em particular as práticas de gestão ambiental na corporação exportadora? Assim, a intenção deste estudo foi verificar empiricamente se as boas práticas de gestão ambiental influenciavam o sucesso nas exportações das grandes empresas exportadoras brasileiras listadas em publicação especializada. O estudo foi dividido em duas fases: na primeira, fundamentado na teoria, desenvolveu-se um modelo teórico utilizando a metodologia de modelagem de equações estruturais, para ser confirmado através de pesquisa de campo. Por intermédio de questionários preenchidos pelos responsáveis pelas áreas de gestão ambiental e exportações escolhidos por conveniência, 59 empresas melhor posicionadas, por valor exportado, participaram no levantamento dentre diversos setores,abrangendo operações no período 2005 a 2007. Os principais resultados evidenciam que as empresas participantes na pesquisa apresentam certa maturidade na condução dos negócios pensando na sustentabilidade ambiental, dentre outros pontos fortes. Porém foram percebidas fraquezas como: não se valem da rotulagem ambiental para comunicar seu compromisso ambiental; poucas utilizam a análise de ciclo de vida (ACV), ou comparam resultados ambientais com seus pares ou outros setores econômicos; a grande preocupação dessas empresas é adaptar ambientalmente os produtos exportados às exigências legais dos países importadores. No desenvolvimento da modelagem foi usado o software SmartPLS que se baseia em equações estruturais; a associação (no caso influência) direta entre o constructo Boas Práticas e o Sucesso Exportações apresentou correlação negativa, portanto foi desprezada. Foi testada variável moderadora que explicou a influência indireta entre os efeitos das boas práticas de gestão ambiental com os investimentos de P&D e promoção, com alto grau de confiabilidade interna e razoável significância.
Acesse: http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/12/12139/tde-11092009-102253/

Table 'fea.fea_menu_home' doesn't exist