Werner Baer recebe a Medalha FEAUSP

Veja as fotos

O brasilianista Werner Baer, professor de economia da Universidade de Illinois at Urbana-Champaign (EUA) desde 1974, recebeu no´dia 30, a Medalha FEAUSP. A distinção foi concedida durante sessão da Congregação da Faculdade de Economia, Administração e Contabilidade da Universidade de São Paulo (FEA-USP).

Profundo conhecedor da economia brasileira, Baer influenciou diversas gerações pesquisadores americanos e brasileiros que realizaram estudos e teses sobre o Brasil, além de ajudar com bolsas de estudo muitos economistas brasileiros que fizeram mestrado e doutorado nos EUA.

Segundo o professor Carlos Roberto Azzoni, diretor da FEA-USP, "a contribuição de Baer para a economia no Brasil é enorme e multidimensional. Sua influência na formatação dos cursos de pós-graduação é reconhecida pelos pioneiros da ciência econômica no país. Baer ajudou a desenvolver instituições, organizar cursos, escolher jovens professores para serem treinados no exterior, arrumar bolsas de estudos e convencer universidades americanas a aceitar estudantes brasileiros."

Azzoni destaca que Werner Baer foi "o introdutor de padrões acadêmicos no processo de seleção de estudantes de pós-graduação no país, além de ter criado uma associação para cuidar dos programas de pós-graduação. O fato dele residir no país no período de estruturação dos primeiros programas brasileiros de pós-graduação em Economia foi igualmente muito importante."

O professor Joaquim José Guilhoto, do Departamento de Economia da FEA-USP, afirma que Baer, desde a sua primeira visita ao Brasil em 1962, vem contribuindo de forma decisiva para o estabelecimento de uma das maiores redes de pessoas interessadas na economia brasileira, e a sua influência em debates sobre a experiência econômica brasileira tem ido muito além seus trabalhos.

Com doutorado pela Harvard University, Baer ocupa a cátedra Jorge Paulo Lemann na University of Illinois at Urbana-Champaign. Seu livro A Economia Brasileira: Desenvolvimento e Crescimento, na sexta edição, é um dos poucos estudos de peso sobre os mais diversos aspectos do desenvolvimento econômico do Brasil. O livro analisa o desenvolvimento econômico brasileiro do período colonial até os dias de hoje.

"Em especial para a FEA-USP", diz Guilhoto, "Baer teve e vem tendo um papel fundamental para a formação do seu corpo docente e para a consolidação do curso de pós-graduação como um dos principais centros de economia brasileiros.

"Após regressar para os EUA, lembra Azzoni, "Baer continuou seu magnífico trabalho de apoio, ao aceitar estudantes do Brasil em programas de pós-graduação e fornecer cartas de recomendação a estudantes que se inscreviam para seleção em grande número de escolas da Europa e dos Estados Unidos. Mais recentemente, ele conseguiu obter fundos para uma cadeira da Universidade de Illinois, onde recebe candidatos brasileiros para o programa de doutorado. Dada a recente escassez de bolsas no Brasil, o professor Baer deve ter sido responsável por pelo menos 20% de todos os doutorados em Economia no Brasil, na U of I e em outras universidades."

Em parceria com o professor Joseph Lowe, renomado historiador, Baer obteve recursos da Fundação Hewlett para o Projeto Brasil da U of I., responsável pela realização de várias conferências acadêmicas nos EUA e no Brasil, que produziram importantes publicações, e pelo intercâmbio de professores dos países em seus períodos sabáticos com fundos da cadeira ocupada por Baer.

O economista americano também se destaca pelo elevado número de publicações sobre economia do desenvolvimento, política regional no Brasil, fontes de fundos para financiar o desenvolvimento (crédito e bancos no desenvolvimento da economia paulista entre 1850 e 1930), políticas de saúde no Brasil e indústria siderúrgica, entre outros temas. São 80 trabalhos entre artigos e livros.

O Professor Baer e sua experiência Acadêmica

- Graduação pelo Queens College
- Mestre e Doutor por Harvard
- Teaching Fellow, Harvard, 1955-8
- Instructor, Harvard, 1958-61
- Assistant Professor, Yale, 1961-65
- Associate Professor, Vanderbilt, 1965-69
- Professor, Vanderbilt, 1969-74
- Professor, University of Illinois (Urbana-Champaign), 1974-
- Ocupa, hoje, a cátedra Jorge Paulo Lemann na University of Illinois, que fornece oportunidades de pesquisa e de auxílio para estudantes.
- Foi também professor visitante na Universidade de São Paulo, na Universidade Católica do Rio de Janeiro e na Fundação Getúlio Vargas do Rio de Janeiro, entre outras instituições tanto no Brasil, como em outros países.
- Realizou pesquisas sobre a industrialização da América Latina e suas consequências, e sobre o processo de privatização na América Latina. Atuou também como consultor do Banco Mundial, da Fundação Ford, do Ministério do Planejamento do Brasil e do Departamento de Estado. Na área de ensino, tem dado cursos sobre Economia Internacional, Economia da América Latina, Desenvolvimento Econômico e Macroeconomia.

Fonte:  Printec Comunicação - Tel: (11) 5182-1806
Antonio Carlos de Godoy antonio.godoy@printeccomunicacao.com.br

01/07/2010

Notícias Relacionadas