Revista Contabilidade & Finanças completa três décadas

No evento que marcou os 30 anos da Revista Contabilidade & Finanças, junto com a premiação dos editores e revisores, o editor-chefe Fábio Frezatti relembrou o contexto de criação do periódico e sua importância para o surgimento de uma comunidade de pesquisadores da área.

“A gente tem artigos com mais de 20 anos que ainda são citados”, disse Frezatti, mostrando a longevidade das publicações. Essa relevância levou a revista a ser incluída em prestigiados indexadores, tais como biblioteca eletrônica científica SciELO e da Scopus®, o maior banco de dados de resumos e citações da literatura com revisão por pares: revistas científicas, livros, processos de congressos e publicações do setor,  e receber classificação A2 no Qualis Periódicos, sistema de avaliação da Capes (Coordenação de Aperfeiçoamento de Pessoal de Nível Superior).

Foi um momento também de agradecimento aos financiadores da revista. Além da valiosa colaboração da Fipecafi, a revista recebe auxílio da Capes e do CNPq (Conselho Nacional de Desenvolvimento e Tecnologia) e também do SiBi USP (Sistema Integrado de Bibliotecas da USP), por meio do seu Programa de Apoio às Publicações Científicas Periódicas, .

Para premiação dos revisores, a seleção foi feita através de blind review. A revista possui seis diferentes linhas de pesquisa. Andson Braga foi o premiado na linha 1: Controladoria e Contabilidade Gerencial; Edilson Paulo, na linha 2: Contabilidade para Usuários Externos; Davi Gotardelo, na linha 3: Mercados: Financeiro, de Crédito e de Capitais; e Cláudio Lucinda, na linha 5: atuária. Todos os homenageados compareceram ao evento e falaram aos presentes.

Os editores da revista estavam presentes e discorreram sobre suas linhas de pesquisa. O professor Eliseu Martins descreveu um cenário de poucas proposições: “O que a gente sente enormemente falta? Daquilo que vemos inclusive em outras ciências. Da parte da pesquisa teórica, da proposição, de ter coragem de escrever”.

A professora Fernanda Perobelli, editora da linha 3, seguiu a mesma toada e pediu que os autores “tragam coisa novas para a gente, tragam balanceamento entre teoria e prática”. Também fez a proposição para a pesquisa da relação entre as mulheres e o mercado de trabalho, campo que pode ser bem amparado teoricamente, segundo ela, pode permitir ações políticas para diminuir a desigualdade de gênero no mercado de trabalho.

O professor Fabio Frezatti fez um encerramento apontando perspectivas para o futuro, com mudanças no ambiente social, tecnológico, jurídico e econômico. “Abordagem de pesquisa para nossa comunidade tem aos montes”, completou.

    Prof. Fábio Frezatti encerra evento apontando perspectivas para o futuro



Gente da FEA - agosto de 019
Autor: Breno Queiroz

Data do Conteúdo: 
segunda-feira, 26 Agosto, 2019

Departamento:

Sugira uma notícia