Feira do Livro amplia leque de temas para alcançar mais público

Breno Queiroz

 

Entre os eventos anuais que mudam a aparência do extenso saguão da FEA está a Feira do Livro do CAVC (Centro Acadêmico Visconde de Cairu). Enfeitando o espaço de maior circulação da unidade, 20 editoras expuseram seus livros, não só para os alunos da FEA, mas para toda comunidade da USP.

 

O desejo de alcançar um público maior é expresso no relato de um dos organizadores do evento (ocorrido entre 14 e 16 de agosto), Daniel Zylbersztajn. “No ano passado a gente sentiu que não teve tanto público assim, que a divulgação não estava tão boa. Esse ano a gente tentou aumentar o público, aumentar a variedade de selos, de editoras, divulgar mais pra fora da FEA”, afirmou ele. 

 

A variedade de editoras é notável. Além de nomes conhecidos como Martins Fontes e Cia. das Letras, também teve espaço para editoras infantis, como a Editora Bamboozinho, especializada em obras infantis de autores e ilustradores nacionais. Livros de ficção, auto-ajuda, filosofia, política, história e sociologia estavam lá. Sem esquecer os técnicos: de econometria, cálculo financeiro e gestão.

 

Segundo Zylbersztajn, a feira é importante para lembrar que “além dos livros da graduação, há a possibilidade de ler outros livros. É um conforto no meio da graduação ler outras coisas”. Foi essa a sensação que a feira o proporcionou no ano passado, que fez com que ele participasse da organização da feira este ano. 

 

Um dos diferenciais deste ano também foi a participação de uma empresa especializada na organização de eventos, a Lunar Produções e Eventos. O organizador explicou que a empresa ficou responsável pela estrutura e montagem da feira. A Lunar também entrou em contato com as editoras a partir de uma lista proposta pelo CAVC. “Algumas editoras fizeram falta. Para o ano que vem a gente tem que tentar trazer a Aleph e a Boitempo, editoras que sempre estão nessas feiras”, completou ele.

 

Adiantando algumas ideias para o próximo evento, Daniel Zylbersztajn falou da vontade de expor produções da comunidade feana: “uma mesa com selo da FEA com livros escritos por professores, em que eles possam mostrar as publicações deles, o que a gente acha muito importante”.

Data do Conteúdo: 
segunda-feira, 19 Agosto, 2019

Departamento:

Sugira uma notícia