FEA X FEA - Procuram-se talentos

A Semana de Cultura na FEA foi um sucesso. A meta agora é contar com maior número de alunos nas apresentações.

    QUEM AINDA ACHA QUE O DIA-A-DIA NA FEA SE LIMITA À VIDA ACADÊMICA, ESTÁ REDONDAMENTE ENGANADO. A Semana de Cultura na FEA, realizada entre 9 e 13 de junho, provou que a Faculdade não só valoriza a cultura como a considera essencial à vida dos alunos. “A cultura agrega valores, forma caráter e é parte integrante da vida do docente, dos graduandos e de toda a comunidade”, afirma a professora Marina Mitiyo Yamamoto, presidente da Comissão de Cultura e Extensão da Faculdade, responsável pela organização.

    O evento reuniu talentos e teve de tudo: jazz, MPB, dança, ação social, apresentação do coral da FEA e a premiação dos melhores trabalhos do PESC. A escolha da rampa do saguão principal para as apresentações faz com que a repercussão seja ainda maior. Para unir cultura e ação social, o Projeto Guri – que promove a inclusão sociocultural de crianças e adolescentes de 8 a 18 anos por meio do ensino musical – foi o escolhido.
A surpresa desta edição foi a apresentação do grupo da aluna Camila Fernandes (Economia), que dá aulas de dança. “A dança não tem idade ou sexo, basta querer”, diz ela. “Vi pessoas chorarem e rirem enquanto meu grupo se apresentava, é maravilhoso, e é gratificante receber elogios de todos”. Camila considera que “assim como outros eventos culturais, a dança deveria ser acessível a todos no Brasil”.

    O Coral da FEA também compareceu. Luiz Paulo (Economia), integrante desde 2006, afirma que “a Semana de Cultura é importante para mostrar que, além da parte acadêmica, a FEA tem a Atlética, a Bateria, o Coral, a FEA Júnior, os grupos de teatro”. Outros eventos animaram a semana. O cantor e instrumentista autodidata Gil de Lucena, deficiente visual, deu show de voz e violão; a banda Deu Jaiz empolgou com estilo musical que apresenta vertentes da MPB além de jazz, funk e fusion; e a premiação dos melhores trabalhos do PESC trouxe mais uma vez à tona a importância das ações socioculturais para a integração com a sociedade. Os melhores foram: Projeto Alavanca, Instituto Gabi e Associação Minha Rua Minha Casa.

    A meta agora é contar com maior participação dos alunos nas apresentações. “Com certeza temos aqui na Faculdade algum pintor, escultor, cantor, fotógrafo ou dançarino que aceite mostrar seus talentos extra-curriculares”, afirma a professora Marina. A próxima edição acontece entre os dias 22 e 25 de setembro. Portanto, a temporada de caça-talentos está aberta. Se você deseja participar, acesse o site da Cultura e Extensão FEA-USP: www.fea.usp.br/portalfea .

Data do Conteúdo: 
sexta-feira, 1 Agosto, 2008

Departamento:

Sugira uma notícia