FEA Funcionários - Um estímulo a mais para crescer

Funcionários contam como a bolsa de estudos oferecida pela FEA tem ajudado a realizar o sonho do Ensino Superior

    NÃO É NOVIDADE QUE O ENSINO SUPERIOR É ESSENCIAL PARA SE OBTER MELHORES POSIÇÕES NO MERCADO DE TRABALHO. Conforme o professor da FEA, Hélio Nogueira da Cruz*, ampliar o acesso à Universidade é o principal desafio do Ensino, que se alcançado, gera elevação dos padrões de qualidade. Entretanto, nem todo mundo tem condições financeiras de pagar uma Faculdade. É justamente pensando nisso, que a FEA oferece bolsas de estudos aos seus funcionários, permitindo que estes tenham a chance de fazer uma graduação e, assim, possam dar um salto qualitativo na profissão.

    Segundo a auxiliar técnica administrativa, Ana Maria Ferreira, que está no 10º semestre de psicologia da UNIP, a bolsa de estudos não é apenas um auxílio financeiro, mas também psicológico. “Saber que o local em que você trabalha te dá uma força, que alguém está se importando, é um incentivo a mais para estudar”, garante Ana Maria, que comenta a importância desse benefício: “o meu curso é muito caro, e não teria condições de pagar a mensalidade só com o salário”.

    Para o auxiliar geral, Antonio Marcos de Freitas, que está concorrendo à bolsa, a conquista desse benefício será uma “mão na roda” para o pagamento da mensalidade do curso de Análise de Sistemas, na UNIBAN. “Sem a bolsa eu não conseguiria fazer faculdade. Já fiz a matrícula e agora estou aguardando o resultado da FEA”, afirma Marcos, que elogia: “essa iniciativa é muito boa, pois traz a oportunidade para muita gente, que como eu, sempre sonhou em fazer uma graduação e melhorar de situação. Além disso, com o curso superior, podemos dar uma melhor contribuição à Faculdade”.

    De acordo com a secretária da assistência administrativa, Elaine do Rocio Graciano Rodrigues, a bolsa foi um grande incentivo para que ela estudasse, pois, além de ter que conciliar trabalho, família e Faculdade, ela não tinha condições de pagar um curso superior. “Se não tivesse bolsa, não teria feito a graduação. Com ela, eu tive um importante estímulo para seguir em frente”, defende Elaine, que já terminou o curso de pedagogia com habilitação em administração escolar, na UNINOVE.

    “Na FEA, poucas pessoas não têm graduação. Por isso, ela se destaca dentro da USP e vai se destacar cada vez mais, como um exemplo de valorização dos funcionários”, destaca Elaine, que aconselha os colegas a seguirem pelo mesmo caminho: “aqueles que ainda não tiveram a oportunidade de se graduar, devem aproveitar essa chance que a FEA está nos proporcionando”.

*A opinião do professor Hélio Nogueira da Cruz está na seção Análise e Opinião, desta Edição do Gente da FEA

Data do Conteúdo: 
quarta-feira, 1 Março, 2006

Departamento:

Sugira uma notícia