FEA Alunos - A conquista do duplo-diploma

Saiba quem é a primeira aluna da FEA a receber duplo-diploma pelo convênio entre a Faculdade e a Euromed-Marseille da França.

    Ter a chance de estudar em uma universidade do exterior por um período é uma experiência única na vida. Receber um duplo-diploma, então, é algo inesquecível. Sabendo da importância de uma oportunidade como essa, a FEA, através da CCInt, desenvolveu um convênio de duplo-diploma em administração com a Euromed-Marseille da França. Segundo o professor Edson Luiz Riccio, Presidente da CCInt e responsável pela viabilização desse convênio, esse é o primeiro e ainda único duplo-diploma oficial entre uma escola brasileira e francesa nessa área. Conforme o prof. Riccio, os pré-requisitos para estabelecer o convênio são “que as duas escolas se conheçam mutuamente e tenham uma relação de semelhança, além da confiança mútua, ou seja, deve haver um interesse das duas instituições para se fazer o acordo”.

    Para ter essa oportunidade, o aluno da FEA deve atender às seguintes exigências: estar no terceiro ano, ter média mínima 7, ter carta de recomendação de dois professores, falar corretamente o idioma francês, apresentar um projeto de estudos na Euromed-Marseille e possuir todos os documentos exigidos pela CCInt.

    De acordo com o prof. Riccio, o aluno fica no exterior durante um ano e, ao concluir todos os créditos necessários, bem como o trabalho de conclusão – em inglês ou francês retorna ao Brasil e todo o seu processo é enviado para a Euromed, que emitirá o Diploma de Master em Management Francês.

    Atualmente, a FEA possui 8 alunos participando desse processo e uma estudante já duplamente diplomada, Camila Garcia, que desenvolveu uma monografia com o tema  “Um estudo de caso sobre a viabilidade de exportação de peçasde decoração brasileira para a França”. Segundo Camila, a orientação do trabalho de conclusão é compartilhada entre as duas escolas. Por isso, ela foi orientada, no Brasil, pelo professor de finanças da FEA, André Luiz Oda, e na França pelo docente Fréderic Prévot. Para ela, a experiência de conquistar um duplo-diploma é de grande importância para sua vida acadêmica e profissional. “Em meu ano de estudos na França tive a oportunidade de conviver com pessoas de diferentes nacionalidades, entender as diferenças culturais e estudar temas relevantes para as relações de comércio internacionais”, ressalta finalizando: “hoje me sinto muito mais confiante para trabalhar em conjunto com profissionais de outros países”.

Data do Conteúdo: 
quarta-feira, 1 Agosto, 2007

Departamento:

Sugira uma notícia