FEA Alunos - ARM FEA integra grupos voltados ao relacionamento com o mercado

Associações de alunos da FEA se organizam para ampliar o conhecimento e fortalecer os elos entre a Faculdade e o mundo empresarial.

    De olho nas tendências e demandas de um mercado cada dia mais competitivo e com vontade de colocar logo a mão na massa, os alunos dos últimos semestres dos cursos de graduação da FEA, juntamente com ex-alunos, estão envolvidos numa saudável movimentação, organizando-se em grupos de estudo, de preparação profissional e principalmente de desenvolvimento de redes de relacionamento com o mercado.

    Sob o guarda-chuva do FEA+, as associações de alunos formadas até agora com esses objetivos estão reunidas na ARM FEA (Associações de Relacionamento com o Mercado) e receberam apoio de professores, alunos, ex-alunos e consultorias. O primeiro foi o FEA Consulting Club (FCC), criado em agosto de 2007 por egressos dos programas FEA Júnior e AIESEC, entidade que promove intercâmbio internacional. À semelhança dos clubes de relacionamento mantidos por universidades norte-americanas, o FCC tem a missão de “desenvolver os alunos da FEA-USP para o mercado profissional de consultoria de negócios”.

    Mais recentemente, foi criado o FEA Marketing Club (FMC), com o objetivo de aproximar os alunos da FEA da carreira de Marketing – o FMC é inclusive pioneiro nesse segmento no país. E a exemplo do modelo seguido tradicionalmente pelas faculdades de medicina, surgiu a Liga do Mercado Financeiro. Nesse caso, a proposta é reunir interessados em estudar em profundidade os meandros do mercado financeiro, vinculada ou não a metas profissionais.

    COM O APOIO DOS PROFESSORES, DA FEA+ E DE ALGUMAS EMPRESAS QUE JÁ VISLUMBRARAM BENEFÍCIOS NA PARCERIA, AS ASSOCIAÇÕES AVANÇAM PARA ABRIR ESPAÇO NO MUNDO EMPRESARIAL E AMPLIAR O CONHECIMENTO. Em linha com a visão de “tornar a FEA-USP a grande referência na formação dos melhores profissionais para o mercado de consultoria de negócios”, o FEA Consulting Club, FCC, almeja construir um elo entre a universidade e as empresas de consultoria buscando meios para que a integração traga ganhos para todos.

    “Além de despertar o interesse pelo mercado de consultoria de negócios e auxiliar o aluno da FEA na preparação para os processos seletivos, o objetivo do FCC é aproximar a FEA das empresas que estão continuamente procurando novos talentos. O clube possibilita aos ex-alunos maior contato com a universidade e melhora seu network”, explica Gabriel Dal Hirsch, responsável por Relações Discentes do FCC.

     Com mais de 100 associados e parcerias firmadas com as empresas AT Kearney, McKinsey, Gradus e Roland Berger, entre outras, o FCC já tem um processo definido para a realização de eventos e uma extensa agenda para cumprir (ver abaixo).

PREPARAÇÃO

    Ainda que tenha como foco principal a preparação e a especialização para a atuação profissional futura, a Liga do Mercado Financeiro (fundada em dezembro de 2007) também promove a aproximação entre o mercado e a realidade universitária. Prova disso é a participação de especialistas do mercado no primeiro curso promovido pela Liga, que se realiza este mês (agosto) e é gratuito.

    A iniciativa atraiu mais de 300 inscrições e, para selecionar os 54 finalistas, a Liga promoveu um curso seguido de teste. Ministrado pelos professores Rafael Pachoarelli e Carlos Eduardo Gonçalves, o curso teve o apoio da FIPECAFI, da FIA e do Centro Acadêmico. Envolveu não apenas matemática financeira, mas questões de conhecimento da atualidade.

    “A FEA prepara muito bem para diversas especialidades. A área de mercado financeiro, porém, é muito complexa. Para avaliar os conhecimentos desejáveis que o aluno deveria ter para entrar nesse segmento do mercado de trabalho, fizemos uma pesquisa no início do ano com 14 instituições e chegamos às questões-chave que serão abordadas no curso”, explica Lúcio Terra Barth, diretor de Marketing da Liga do Mercado Financeiro.

    Uma das conclusões da pesquisa mostrou que os conhecimentos exigidos por esse mercado — envolvendo ações, câmbio, derivativos, análise fundamentalista e análise técnica — não estavam presentes na grade curricular ou estavam entre as optativas dos últimos anos. “Os alunos que ingressam no mercado de trabalho, geralmente por volta do terceiro ano, precisam se esforçar para adquirir esse conhecimento. A pesquisa apontou que, para as empresas, esse conhecimento é considerado um diferencial em uma entrevista ou começo de carreira”, acrescenta Barth.

REFERÊNCIA

    No caso do FEA Marketing Club, pioneiro nessa área entre as universidades, a idéia de formar um clube partiu de um grupo de alunos e ex-alunos com interesse em marketing e que conheciam ou já estavam envolvidos na iniciativa do FCC e da Liga. 

    “A oportunidade que identificamos se assemelha muito à dos outros dois grupos. Os alunos demandam orientação para decidir sua carreira e se preparar para o mercado de trabalho. As empresas, por sua vez, têm interesse em auxiliar, pois querem atrair os melhores talentos e carecem de um vínculo direto com a faculdade”, comenta Érica Butow, ex-aluna da FEA e uma das fundadoras do FMC. 

    Para os idealizadores, a meta é fortalecer a formação do aluno para que ele se torne referência nessa área. “Um ponto importante é que queremos complementar a formação do aluno em marketing. Nenhuma dessas associações tem a intenção de diminuir o papel da educação formal atribuído à FEA. Muito pelo contrário: queremos complementá-la com atividades de extensão e que envolvam maior interação com as empresas”, acrescenta Érica.

    Além de ações voltadas à formação, o FMC desenvolve atividades com foco no mercado e visitas às empresas (Shadow Days), palestras sobre processos seletivos, preparação para entrevistas, análise e aplicação de cases (Best Practices) e competição de cases.

FEA Consulting Club - PILARES

1. Conscientizar

    Atividades que procuram abrir os olhos dos alunos para a carreira de Consultor de Negócios, permitindo que as pessoas com tal perfil possam tomar decisões mais claras sobre a carreira que irão seguir. Exemplo: What’s consulting.
2. Informar
    Atividades que procuram levar ao aluno os requisitos para se tornar um consultor de negócios e os passos a tomar se quiser seguir carreira em consultoria. Exemplo: palestra sobre processo seletivo de consultorias.
3. Capacitar
    Atividades que desenvolvam os aspectos necessários para se tornar um excelente consultor de negócios. Exemplo: simulações de Case Interview. 

Data do Conteúdo: 
sexta-feira, 1 Agosto, 2008

Departamento:

Sugira uma notícia