Diretoria do CAVC é encabeçada novamente por mulher

Bruna Arimathea

 

O Centro Acadêmico Visconde de Cairu (CAVC) elegeu a gestão para o próximo ano de atividades na FEAUSP. A chapa Caravana, de mesma orientação da anterior, Delta, ganhou as eleições estudantis com 399 votos, sendo a única chapa a concorrer. Brancos e nulos somaram 30 votos e a votação ocorreu nos dias 16, 17 e 18 de outubro.

 

Mais uma vez presidida por uma mulher, a Caravana tem pela frente desafios que a própria gestão considera fundamentais para o ano de 2019. Ana Paula Garcia, aluna do terceiro ano de Economia é a terceira presidente consecutiva e acredita que entender a diversidade é a chave para reconhecer as demandas estudantis na faculdade. Ao seu lado, Felipe Leite, estudante do terceiro ano de Administração, assume como vice-presidente. “Penso que o papel da presidência, nesse quesito, é de estimular os alunos, mas principalmente, os demais membros da chapa em se envolverem com a política estudantil e o nosso espaço, ou seja, mostrar como é incrível pensar ativamente nossa faculdade e como ela se insere no nosso país e de representação quando é necessário”, afirmou.

 

A representatividade também é um ponto levantado pela nova diretoria. Os membros querem ouvir os alunos e buscar a integração. “Entendemos que nossa chapa, pra ser uma gestão representativa, precisa ser pautada pela diversidade: seja entre cursos, nos estratos sociais, nas etnias, na orientação sexual. Também buscamos estar sempre em contato com os alunos, entendendo suas demandas e em contato também com a diretoria, para entender como juntos, podemos melhorar a FEA”, pontuou Ana Paula.  

 

Entre as propostas para o próximo ano estão assuntos muito discutidos na faculdade em 2018, como a saúde mental. Juntamente com a Frente Universitária de Saúde Mental (FUSP), grupo em atuação em toda USP, o objetivo é colocar em evidência a necessidade de abordar o assunto. “Queremos atuar em conjunto com os demais grupos que tratam do tema aqui na universidade, fortalecendo o espaço da Comissão de Qualidade de Vida aqui da FEA e a FUSP. Para além disso, queremos estimular a discussão sobre a pauta, e a conscientização dos estudantes e professores por meio de debates, intervenções e atividades artísticas”.

 

Além disso, a Caravana levanta pontos como permanência estudantil em seus vários fatores — financeiro, acadêmico e social —, a valorização da universidade pública e o bem estar e a qualidade de vida dos estudantes da FEA. “Nossa vontade é que todo brasileiro tenha acesso a universidade e que quem entre, tenha uma experiência universitária digna do nome da USP, ou seja, que seja engrandecedor e que vá além da sala de aula”, encerrou.

 

Data do Conteúdo: 
segunda-feira, 21 Janeiro, 2019

Departamento:

Sugira uma notícia