CCInt potencializa internacionalização da FEA e cria reputação internacional

Há anos levando a FEA e seus integrantes para todo o globo, a Coordenação de Cooperação Internacional (CCInt) é responsável por estabelecer convênios e manter contato com diversas instituições em vários países ao redor do mundo. Por isso, o trabalho da CCInt permite a internacionalização do conhecimento da FEA, assim como a contribuição de instituições estrangeiras dentro da Faculdade, seja através de alunos ou de professores intercambistas.

Kavita HamzaAtualmente coordenada pela professora do departamento de Administração, Kavita Hamza, em conjunto com o professor do departamento de Contabilidade e Atuária, Joshua Imoniana, a CCInt conta com mais de 100 convênios firmados com diversos países, além de alguns que estão em tramitação. Nesta lista estão incluídos convênios de intercâmbio estudantil e docente, obedecendo um princípio de equilíbrio, ou seja, recebendo e enviando o mesmo número de professores e alunos nos intercâmbios.

A professora Kavita conta que, por ser a melhor da América Latina, a FEA é muito procurada por universidades estrangeiras que querem estreitar as relações com o continente e estabelecer intercâmbio bilateral de alunos e professores. Portanto, o número de pedidos é grande e é preciso de uma análise das competências, avaliações e qualidades das instituições antes de firmar o convênio, para garantir que tudo seja de fato positivo para a FEA e sua comunidade. As negociações costumam durar por volta de três meses para convênios de intercâmbio, e um ano para cursos de duplo diploma.

Além das demandas que vêm de fora, a CCInt é responsável também por buscar e negociar parcerias e convênios com outras faculdades. Nesse sentido, a professora Kavita reforça que qualquer aluno ou professor pode solicitar que uma negociação seja considerada, e que a Coordenação sempre avalia todas as demandas.

Analisando o perfil dos convênios atuais da FEA, percebe-se que a grande maioria se concentra em países europeus, como Portugal, Alemanha e França. “Esses países têm uma visão de Universidade e um perfil muito parecido com o que temos aqui no Brasil”, justifica Kavita, “inclusive em relação à ausência de mensalidades”. Mesmo com esse padrão, a CCInt mantém contato e parcerias com diversos países do mundo, desde os EUA até o Vietnã.

Novidades

Sob a gestão atual, muito elogiada por seu trabalho na FEA, a CCInt apresentou algumas novidades. Países como Emirados Árabes Unidos, Vietnã e Eslováquia estrearam na lista de países conveniados. Foram firmadas parcerias com novas universidades da Nova Zelândia, China e Austrália, além de Chile, Alemanha e Canadá, entre outras.

Outra grande novidade é o estabelecimento de mais uma possibilidade de duplo diploma para estudantes de graduação em Administração, na Universidade do Porto, em Portugal. Essa oportunidade se soma a outro convênio do mesmo tipo que a FEA já possui há alguns anos, com o Groupe Kedge Business School da França.

Alunos do estágio internacionalUm dos destaques recentes é a parceria com a Peter-und-Louise-Hager Foundation. Ela estabelece oportunidade de estágio internacional, na França, para alguns alunos da FEA. A Fundação oferece vagas de estágio em empresas parceiras, com um cunho mais voltado para o social, em uma duração de cinco meses e com hospedagem e passagens pagas pela própria fundação. Atualmente, oito alunos da FEA estão nessa experiência, estagiando na França por meio dessa parceria. A professora conta que a oportunidade está sendo ótima e que os alunos são muito bem recepcionados e auxiliados por essa fundação. A ideia é que uma segunda leva de alunos tenha essa oportunidade em breve, criando assim o primeiro convênio voltado exclusivamente para estágio internacional da FEA.

 

 

Gente da FEA - Março de 2019
Texto: Bruno Carbinatto
Fotos: Divulgação

 

Data do Conteúdo: 
quinta-feira, 14 Março, 2019

Departamento:

Sugira uma notícia