Alunos de Economia defendem propostas para iniciação científica

Por Bruno Carbinatto

A iniciação científica (IC) é o primeiro contato de um aluno de graduação com a pesquisa acadêmica, e, por isso, muito importante tanto para os estudantes quanto para a Universidade. Orientados por professores da casa, eles desenvolvem uma linha de interesse e aprendem técnicas e metodologia científica, que são extremamente úteis para projetos de pós-graduação – alunos que fazem IC têm duas vezes mais chances de completar o mestrado, por exemplo. Neste primeiro semestre de 2018, a FEAUSP conta com 38 pesquisas desse tipo sendo desenvolvidas, entre todos os cursos e departamentos.

Com o objetivo de aperfeiçoar esse segmento e incentivar os alunos, o Núcleo de Economia Regional e Urbana da USP (Nereus) promoveu em seu encontro semanal, as chamadas “flash presentations”, em que os alunos do curso de Economia apresentaram suas propostas de pesquisa na Iniciação Científica para a comunidade feana. Coordenados pelo professor Eduardo Haddad, cada pesquisador teve cinco minutos para explicar suas motivações, metodologia e resultados parciais ou esperados, além de receberem perguntas e sugestões dos presentes, que incluíam os professores orientadores de alguns trabalhos.

Os temas chamaram a atenção pela variedade e complexidade, em áreas como macroeconomia, economia política, historiografia econômica e outras. As apresentações contaram com um sistema de avaliação por meio de notas, atribuídas por todos os espectadores, que servirão de feedback para os alunos aperfeiçoarem seus trabalhos, com datas de término previstas para o fim de julho de 2018.

As dez propostas de pesquisa em Iniciação Científica apresentadas foram:

1) Marilia Veras Sirio: “Conformidade versus Obstinação: a educação escolar como artifício político-econômico no Estado Novo Brasileiro e no Estado Nazista Alemão”. Orientador: Alexandre Macchione Saes
2) Lucas Della Rocca: “Um estudo dos efeitos do estágio na performance acadêmica de alunos do Ensino Superior”. Orientadora: Fernanda Gonçalves de La Fuente Estevan
3) Rafael de Lima Monteiro: “Comportamentos de risco e problemas de saúde”. Orientadora: Maria Dolores Montoya Diaz
4) Pedro Picchetti: “Distribuição equitativa de recursos na saúde: uma análise para estados e regiões metropolitanas”. Orientador: Fernando Antonio Slaibe Postali
5) João Pedro Soares: “Um estudo econômico sobre a relação entre royalties de mineração e meio ambiente”. Orientador: Fernando Antonio Slaibe Postali
6) Brunno Pastro Xavier de Oliveira: “Uma análise do sistema de contribuições para o orçamento público Federal: problemas e perspectivas do federalismo fiscal brasileiro”. Orientadora: Fabiana Fontes Rocha
7) José Tassara Ferraz: “Relação entre dívida pública, taxa de juros e nível de preços: uma análise para o Brasil pós Plano Real”. Orientadora: Fabiana Fontes Rocha
8) Dante Robba Lara: “Atualizando o debate do cálculo socialista: um estudo sobre propostas socialistas tecnológicas”. Orientador: Fernando Monteiro Rugitsky
9) Lucas Bertola Herzog: “Inflação inercial: teorias, prática e transformação (1980-1994)”. Orientador: Fernando Monteiro Rugitsky

10) João Pedro Haddad Belon Fernandes: “Inflação inercial e o congelamento de preços: uma análise da proposta do Choque Heterodoxo no esforço de estabilização da década de 1980”. Orientador: Pedro Garcia Duarte

Data do Conteúdo: 
segunda-feira, 14 Maio, 2018

Departamento:

Sugira uma notícia