Estrutura curricular do programa

PRAZOS

No curso de Mestrado o prazo para depósito da dissertação é de 28 meses.

No curso de Doutorado, para o(a) portador(a) do título de mestre, o prazo para depósito da tese é de 48 meses.

No curso de Doutorado, sem obtenção prévia do título de mestre (Doutorado Direto), o prazo para depósito da tese é de 60 meses.

Em qualquer um dos cursos, em casos excepcionais devidamente justificados, os estudantes poderão solicitar prorrogação de prazo por um período máximo de 90 dias.

 

CRÉDITOS MÍNIMOS

O(A) estudante de Mestrado deverá integralizar um mínimo de unidades de crédito, da seguinte forma:

- 128 unidades de crédito, sendo 64 em disciplinas e 64 na dissertação.

O(A) estudante de Doutorado, portador do título de Mestre pela USP ou por ela reconhecido, deverá integralizar um mínimo de unidades de crédito, da seguinte forma:

- 188 unidades de crédito, sendo 68 em disciplinas e 120 na tese.

O(A) estudante de Doutorado, sem a obtenção prévia do título de Mestre, deverá integralizar um mínimo de unidades de crédito, da seguinte forma:

- 212 unidades de crédito, sendo 92 em disciplinas e 120 na tese.

 

CRÉDITOS ESPECIAIS

Aos alunos dos cursos de mestrado e doutorado do programa de pós-graduação em Economia poderão ser atribuídos até 8 (oito) créditos, que serão computados no total de créditos mínimos exigidos em disciplinas, pelas seguintes atividades:

- Publicação de artigos em periódicos com processo de arbitragem. O mérito acadêmico da produção científica será julgado pela Comissão Coordenadora de Programa (até 4 (quatro) créditos por artigo);


- Participação com aproveitamento no Estágio Supervisionado em Docência do Programa de Aperfeiçoamento de Ensino (PAE) (4 (quatro) créditos por participação);

- No caso de participação em Congressos, Workshops, Simpósios ou outro tipo de reunião científica com apresentação de trabalho completo e que seja publicado (na forma impressa ou digital) em anais (ou similares) e que o aluno seja o primeiro autor, o número de créditos concedidos é igual a 1 (um) por evento condicionada a avaliação de mérito acadêmico do evento pela Comissão Coordenadora de Programa com limite máximo de 4 (quatro) créditos nesta categoria.

 

DISCIPLINAS OBRIGATÓRIAS

Para os alunos do curso de mestrado são obrigatórias as seguintes disciplinas:

Macroeconomia I
Microeconomia I
Econometria I
Economia Matemática
Macroeconomia II ou Microeconomia II

Para os alunos do curso de doutorado na área de concentração em Teoria Econômica são obrigatórias as seguintes disciplinas:

Macroeconomia I;
Microeconomia I;
Econometria I;
Macroeconomia II;
Microeconomia II;
Uma disciplina da sequência de Econometria da pós-graduação: Econometria II ou Econometria III;
Monitoria Didática;

No caso do doutorado direto na área de concentração em Teoria Econômica, são obrigatórias as seguintes disciplinas:

Macroeconomia I
Microeconomia I
Econometria I
Economia Matemática
Macroeconomia II;
Microeconomia II;
Uma disciplina da sequência de Econometria da pós-graduação: Econometria II ou Econometria III;
Monitoria Didática;

Para os alunos do curso de doutorado na área de concentração em Economia do Desenvolvimento são obrigatórias as seguintes disciplinas:

Teorias do Desenvolvimento Econômico;
Economia Brasileira;
História das Ideias Econômicas;
Macroeconomia do Desenvolvimento;
Uma disciplina da sequência de Econometria da pós-graduação: Econometria I, Econometria II ou Econometria III;
Monitoria Didática;

No caso do doutorado direto na área de concentração em Economia do Desenvolvimento, são obrigatórias as seguintes disciplinas:

Macroeconomia I
Microeconomia I
Econometria I
Economia Matemática
Teorias do Desenvolvimento Econômico;
Economia Brasileira;
História das Ideias Econômicas;
Macroeconomia do Desenvolvimento;
Uma disciplina da sequência de Econometria da pós-graduação: Econometria II ou Econometria III;
Monitoria Didática;

O aluno de Doutorado que, durante o seu curso de Mestrado, já tiver sido aprovado em disciplina obrigatória para o Doutorado ou equivalente poderá, a critério da CCP, ser dispensado de cursá-la novamente, devendo cumprir o número mínimo de créditos exigidos.