Perfil, missão e visão

Perfil

O Departamento de Economia da USP conta atualmente com cerca de mil alunos de graduação e pós-graduação, que têm a disposição uma infra-estrutura universitária completa. Eles formam o corpo discente altamente qualificado, selecionados pelos concorridos exames da FUVEST e ANPEC.

O corpo docente apresenta a mais alta qualificação: mais de 60 professores-doutores, boa parte com formação acadêmica no exterior, que se dedicam ao aperfeiçoamento do ensino, avanço do conhecimento e seus desdobramentos para a sociedade.

Como consequência do excelente nível tanto do corpo docente como discente, o curso de Economia é sempre muito bem-avaliado por publicações especializadas e a pós-graduação do Departamento recebeu nota 7 (a nota máxima é 7) na última avaliação trienal da CAPES. 

A relação do número de candidatos por vagas oferecidas no vestibular da FUVEST para o curso de economia é bastante elevada. O Departamento atrai candidatos não só no Brasil como do exterior.

A missão do Departamento é desenvolver o conhecimento na área de Economia e formar cidadãos capazes de pensar os problemas econômicos de maneira integral e de atuar como profissionais éticos. Por isso, o atual currículo do curso de economia busca proporcionar aos futuros profissionais uma formação que entenda as ciências econômicas como parte das relações entre seres humanos e grupos sociais. A pós-graduação busca a excelência da pesquisa e formação de profissionais que contribuirão para o desenvolvimento do país.

A visão do Departamento é de fortalecer-se como centro de ensino e pesquisa de padrão mundial, fortemente enraizada em nossa história, contribuindo para o desenvolvimento socioeconômico e sustentável do País e respondendo de maneira qualificada e inovadora aos anseios da sociedade contemporânea, comprometida com o avanço da ciência, da tecnologia e da cultura para a melhoria da qualidade de vida.

A pluralidade de opiniões, marcante diferencial do Departamento de Economia da USP, faz com que suas portas estejam sempre abertas a alunos e professores de todas as partes do planeta. As diferenças de origem, de ideologia e de convicções culturais são valorizadas e estimuladas. O importante é promover o debate de ideias, que só tem a acrescentar para a evolução de cada membro da nossa comunidade e da sociedade em geral.

Por isso, suas linhas de pesquisas são bem abrangentes:


• desenvolvimento econômico;

• desenvolvimento sustentável;


• econometria;


• economia da saúde;


• economia do trabalho e dos recursos humanos;


• economia e organização industrial;


• economia internacional e comércio exterior;


• economia monetária e financeira;


• economia regional e urbana;


• finanças;


• finanças públicas;


• história das ideias econômicas;


• macrodinâmica do crescimento e da distribuição;


• metodologia;


• teoria econômica;