Homenagem ao Professor Denisard Alves - 31/08/2012

Confira aqui as fotos do evento


Depoimentos emocionados e agradecimentos fizeram da homenagem ao professor Denisard Cnéio de Oliveira Alves, do Departamento de Economia, pela sua aposentadoria, um evento especial. Organizado por alunos, orientandos, colegas e funcionários da FEA, o café da manhã realizado no dia 31 de agosto, na sala da Congregação, se estendeu até quase a hora do almoço porque todos tinham uma palavra para deixar registrada.

Os ex-alunos e funcionários da Faculdade produziram um vídeo que reuniu diversos depoimentos de pessoas que fizeram e fazem parte da vida pessoal e profissional do Professor. Uma das frases mais marcantes foi a do Prof. Delfim Netto, que resumiu:

“Parabéns! Você fez bem feito”.

Surpreso com o carinho, o professor Denisard recorreu à frase do alpinista britânico George Mallory para resumir a sua trajetória de professor, pesquisador, orientador, coordenador do Departamento e diretor da FEA.

“Uma vez perguntaram a Mallory por que era tão importante que alguém tivesse que escalar o Everest, com mais de 8,8 mil metros de altura. Sua resposta foi: Porque está lá. Ir para os Estados Unidos, sem falar inglês, para obter o título de PHD, foi como escalar o Everest.
E depois voltar para o Departamento de Economia e ajudar na formação de alunos. Eu vesti a camisa. Essa é a nossa vida.”

Simples assim. A aposentadoria compulsória determinada pela legislação constitucional e previdenciária brasileira não vai, porém, afastar o professor Denisard da FEA. A disposição de continuar colaborando voluntariamente é garantia de que o Departamento de Economia: “continue sendo um celeiro de novos talentos na área de Econometria”, como salientou a professora Diva Benevides Pinho, sua colega de jornada na FEAUSP.

O privilégio de ter sido seu aluno, o convívio enriquecedor e as boas lembranças foram aspectos que os depoimentos de alunos, orientandos e ex-orientandos destacaram. “Fui aluno de Introdução à Economia do professor Denisard há 20 anos. Seu terrorismo fez escola”, contou Rodrigo De Losso, ex-orientando.

Gustavo Andrey, também ex-orientando, lembrou que, muitas vezes, ao chegar cedo à Faculdade, já encontrava o professor Denisard na sala dando os últimos retoques na aula que daria. “Faço parte da nova geração que foi formada com o rigor dos seus ensinamentos. Tive a sorte de ser seu aluno e a essa homenagem é mais do que merecida”.

O professor Fábio Kanczuk tirou boas risadas da plateia ao descrever o jeito despojado do então chefe do departamento, em 1988. “Tinha acabado de chegar dos Estados Unidos e queria dar aulas. Na FGV, a recepção não tinha sido nada amistosa. Achava que na FEA seria bem mais difícil. Mas Denisard, de camisa esporte, aberta no peito, explicou que o processo seria difícil, disputado e que eu deveria preencher a papelada. Se fosse realmente bom, estava dentro”, contou.

João Aparecido Corrêa, chefe administrativo do Serviço de Gráfica e diretor do Clube dos Funcionários da FEA, foi um dos funcionários que saudou o homenageado. André Avrichir, presidente do Centro Acadêmico Visconde Cairu (CAVC), entregou uma placa de prata ao ex-presidente da entidade.

Os tempos de estudante na antiga sede da rua Dr. Vila Nova, a agitação do governo militar e o envolvimento com a política estudantil foram lembrados pelo professor Roberto Macedo e renderam algumas lágrimas. “Formamos uma boa dupla. Você era tão ousado e eu, um mineiro moderado que trabalhava no Banco do Brasil”, relembrou.

Outra ousadia dos velhos tempos da Vila Nova foi trazida pelo professor Eliseu Martins, do Departamento de Contabi­lidade. Os dois jovens professores, pleiteando a contratação, entrando na sala da temida Lúcia Massari, chefe do Depar­tamento Pessoal da USP. “Que bom que deu tudo certo, não é?”, afirmou o professor.

Todos fizeram questão de destacar também o corintiano fa­nático que o professor Denisard sempre foi.

“A USP nos proporcionou uma formação acadêmica e profissional de alto nível. A melhor forma de reco­nhecer o que a FEA nos deu é traba­lhar para mantê-la como a referência para São Paulo e para o Brasil. O Departamento de Economia é o iní­cio da FEA. Quando fui estudar nos Estados Unidos era tudo tão difícil. Escrever a tese de doutorado era um desafio enorme. Agora, com internet e as facilidades da comunicação, os jovens têm o dever de produzir muito mais do que nós. Eles podem escalar o Everest com muito mais facilidade”, afirmou professor Denisard.

 

Trajetória

Professor vinculado à USP desde 1967, ano em que se graduou em Economia pela Universidade de São Paulo, professor Denisard fez doutorado (1976) e pós-doutorado (1979) na Yale University. Foi chefe do Departamento de Economia por três períodos: em 1993, 1998-1999 e, recentemente, de novembro de 2009 a novembro de 2011. Foi diretor da FEA de 1994 a 1998.

Como pesquisador nas áreas de Macroeconomia e Economia Monetária, concentrou sua atuação na econometria aplicada à série de tempo, análise de painel e na econometria de cross-section. Aplicou a econometria na análise de mudanças climáticas, análise de demanda, análise de política cambial, análise de problemas socioeconômicos como saúde, educação, etc.

Sua trajetória inclui ainda inúmeros projetos de pesquisa pela FIPE, CNPq e FAPESP. Fora da USP, foi secretário de Finanças da Prefeitura de São Paulo (1983-1985) e vice-presidente do Banco do Estado de São Paulo-Banespa (1986-1987).

 

“Texto retirado do jornal Gente da FEA – Edição Outubro de 2012”

Data do Conteúdo: 
sexta-feira, 26 Outubro, 2012

Departamento:

Sugira uma notícia