Doutorado - Sistema de controle gerencial: o papel das alavancas de controle no capital psicológico e seus impactos na satisfação no trabalho e no comprometimento organizacional

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
23/01/2019 - 14:00 até 17:00

 

Carolina Venturini Marcelino

Doutorado - Sistema de controle gerencial: o papel das alavancas de controle no capital psicológico e seus impactos na satisfação no trabalho e no comprometimento organizacional

Orientador: Prof. Dr. Fabio Frezatti

Comissão: Profs. Drs. Tania Casado, Franciele Beck e José Carlos Tiomatsu Oyadomari

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo *

Entender a influência que o Sistema de Controle Gerencial (SCG) exerce nos funcionários é de suma importância para que uma empresa consiga alcançar seus objetivos. Entretanto, o foco das pesquisas sobre os efeitos dos SCG nos indivíduos tem tido forte incidência no comportamento disfuncional (Birnberg, Turopolec, & Young, 1983; Chenhall, 2006; Hartmann, 2000). Portanto, é urgente a necessidade de um novo olhar sobre o SCG, enfatizando o quanto o SCG pode aprimorar o potencial dos indivíduos, fazendo com que eles se empenhem para que a organização alcance seus objetivos. Assim, esta tese investiga os relacionamentos entre o Sistema de Controle Gerencial, o Capital Psicológico e satisfação no trabalho e o comprometimento organizacional. Fundamentado no framework das alavancas de controle de Simons (1995), este estudo tem por hipótese uma associação positiva entre o SCG e o Capital Psicológico, que é definido como um estado psicológico positivo de um indivíduo, que enfatiza o desenvolvimento de forças individuais, caracterizado por: autoeficácia, esperança, otimismo e resiliência. Ademais, investigou-se a hipótese de que há uma associação positiva entre o Capital Psicológico e a satisfação no trabalho e o comprometimento organizacional. Para alcançar os objetivos da pesquisa, realizou-se um survey single entity em uma empresa brasileira de grande porte do setor alimentício. Foram utilizadas duas técnicas de coleta de dados, questionário e entrevistas, a fim de obter uma análise ampla do fenômeno a ser estudado. As entrevistas foram realizadas com doze diretores e gerentes da empresa, com o objetivo de buscar uma compreensão mais profunda sobre o sistema de controle gerencial, a fim de agregar informações adicionais sobre os achados quantitativos. O questionário foi aplicado a uma amostra de 132 respondentes de uma população de 404, abrangendo gerentes e coordenadores de diversas áreas da organização. Os dados coletados pelo survey foram submetidos a técnicas estatística de análise descritiva e análise de equações estruturais (PLS-SEM). Os resultados indicaram que há uma forte associação entre o SCG e o Capital Psicológico, que, por sua vez, está relacionado com a satisfação no trabalho e o comprometimento organizacional. Esse resultado é relevante, ao demonstrar empiricamente o quanto o Sistema de Controle Gerencial pode aprimorar o potencial dos indivíduos, uma vez que o Capital Psicológico produz motivação e perseverança em direção à realização de metas, promovendo atitudes e comportamentos desejáveis e ajudando a aplacar resultados atitudinais e comportamentais indesejáveis (Avey, Reichard, et al., 2011; Luthans et al., 2015), contribuindo para que a organização adquira vantagem competitiva.

*Resumo fornecido pelo autor

 

Departamento:

Voltar para a página de eventos