Doutorado - Atenção limitada, o uso da informação contábil e seus impactos na tomada de decisão de investimento individual

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
20/06/2018 - 10:00 até 13:00

 

Bianca Quirantes Checon

Doutorado - Atenção limitada, o uso da informação contábil e seus impactos na tomada de decisão de investimento individual

Orientador: Prof. Dr. Lucas Ayres B. de Campos Barros

Comissão:  Profs. Drs. Leandro Leonardo Batista, Ana Maria Roux Valentini C. Cesar e Cesar Augusto Tiburcio Silva

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo*

A medida que a complexidade da tecnologia e dos mercados de capitais aumentou, o montante da informação contábil divulgada pelas empresas em seus relatórios financeiros também aumentou. Atualmente, chegamos a um impasse, onde é questionável se mais informações reduzem a assimetria de informações.
Autores anteriores criticam fortemente o tamanho das demonstrações financeiras e relatórios anuais, argumentando que eles devem comunicar mais ao invés de apenas serem volumosos, já que o atual volume de informações pode ser contraproducente para o indivíduo médio adquirir, reter e processar todas as informações disponíveis.
Com base na evidência de literatura contábil anterior sobre o formato de apresentação e as teorias de psicologia, teoria da atribuição e teoria da carga cognitiva, temos a hipótese de que, ao manipular informações contábeis através de um formato amplamente mais acessível, como a narrativa, os investidores individuais serão capazes de compreender melhor as informações contábeis e, posteriormente, ter um uso mais proeminente delas em relação às atuais informações não fundamentais disponíveis para uma avaliação de decisão de investimento.
Para alcançar nosso objetivo de pesquisa, utiliza-se uma estratégia de pesquisa de método misto com um Desenho Sequencial Exploratório, o método qualitativo atua como uma preparação para o quantitativo. Como método qualitativo, entrevistou-se - usando a abordagem da Metodologia Q - 31 sujeitos, sendo 13 analistas/investidores profissionais e 18 investidores individuais. O objetivo nesta fase foi entender o padrão de comportamento de uso de informações contábeis/não-contábeis por analistas/investidores profissionais, em comparação com as escolhas de informações de investidores individuais. Ao fazê-lo, puderam-se usar os resultados obtidos das entrevistas para basear as escolhas de informações experimentais em relação a (a) quais peças de informação contábil eram mais preferíveis aos investidores profissionais e (b) a sequência de apresentação de informações a seguir na configuração experimental.
Em seguida, desenvolve-se um design experimental 2 x 2 entre os sujeitos em que manipulamos o formato de apresentação de uma empresa hipotética entre o design tradicional "tabular e notas explicativas" versus o design narrativo apenas de conteúdo. Foi alterado também o desempenho financeiro entre bom e ruim para verificar se as variáveis de interesse impactam (a) propensão de investimento nas ações da empresa e (b) a quantidade de informações recuperadas da memória. Como nossos principais resultados, identificamos que o formato narrativo individualmente não afeta a propensão de investimento e o formato de apresentação alternativa beneficiou os participantes com menos de 5 anos de experiência de investimento nos mercados de capitais na condição de má performance financeira, ajustando sua propensão ao mesmo nível de investimento de investidores mais experientes.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos