FIA

A atual Fundação Instituto de Administração (FIA) é uma entidade privada criada em 1980. Mas sua origem remonta ao Instituto de Administração (IA) e ao Fundo de Pesquisa do Instituto de Administração (FUNAD), criado em 1959.

Com interesse social, sendo órgão de utilidade pública desde 2005, e constituindo um grande ambiente de aprendizado, a FIA desenvolve projetos de treinamento de executivos e consultoria para empresas públicas e particulares, além de estudos e pesquisas. São projetos dirigidos por professores do departamento e também auxiliados por consultores e pesquisadores de notório conhecimento técnico-científico, que oferecem grandes oportunidades de aprendizado, tanto para os alunos da graduação quanto da pós-graduação.

No âmbito da FIA, os professores e alunos podem conviver com a prática da profissão, que lhes oferece oportunidades de aplicação de conceitos estudados, de amadurecimento das ideias e conhecimentos e de visualização dos limites impostos pelo cotidiano da gestão dos negócios; ao mesmo tempo, traz a eles experiências práticas da vivência da administração, que acabam servindo de objeto para suas pesquisas e que, em última instância, enriquecem suas atividades de ensino no âmbito do departamento de administração.

Desde sua origem, a FIA já desenvolveu mais de 3.000 projetos, realizados em todo o país e atingindo áreas econômicas de grande relevância, como saúde, previdência, segurança pública, meio ambiente, terceiro setor e outras. Desde 1993, cursos de MBA são oferecidos pela FIA, que já formou mais de seis mil alunos. Seus cursos são todos certificados pelo MEC e reconhecidos pela AMBA (Association of MBAs). A FIA também foi eleita, pela Revista Você S/A, por vários anos consecutivos como a melhor escola de negócios do Brasil.

Por meio da fundação, o departamento vem incentivando e facilitando a publicação de artigos de alunos e docentes do EAD/FEA, canalizando também recursos para a pesquisa e a participação em congressos, além de auxiliar a ampliação da biblioteca da Faculdade e de apoiar duas publicações científicas da instituição, a RAUSP - Revista de Administração da USP e a REGE – Revista de Gestão.