Mestrado Profissional em Empreendedorismo - Psicologia positiva: avaliação de um modelo intraempreendedor de educação para o bem-estar

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
15/10/2018 - 14:00 até 17:00

 

Renata Renda Robles

Mestrado Profissional em Empreendedorismo - Psicologia positiva: avaliação de um modelo intraempreendedor de educação para o bem-estar

Orientadora: Profa. Dra. Ana Cristina Limongi-França

Comissão: Profs. Drs. Patrícia Morilha Muritiba, Lisete Barlach e Luís Felipe Bismarchi

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo*

São muitos os desafios do Empreendendorismo, e em seu ambiente disruptivo e inovador, não faltam novas abordagens para temas já conhecidos e de grande interesse geral. A Felicidade e o Bem-estar, por exemplo, estão presentes em diversos estudos no âmbito científico e, principalmente, no dia a dia das pessoas, sendo universalmente a busca constante da nossa existência. Estamos sempre procurando alternativas para uma vida equilibrada, mais saudável, com mais momentos positivos e, nessa busca incessante, o estudo da Psicologia Positiva tem se tornado cada vez mais conhecido em diversas áreas nas últimas duas décadas. A Psicologia Positiva busca trazer nosso foco para nossas forças e virtudes e promover emoções positivas, por meio de ferramentas simples e propostas de exercícios que devem ser incluídos na nossa rotina. Seus resultados satisfatoriamente positivos, comprovados nas diversas experiências e artigos publicados, embasam uma aplicação multidisciplinar e somam adeptos desta nova modalidade. Neste contexto, facilmente podemos visualizar as ações de Psicologia Positiva adaptadas ao cenário de pquenas ou grandes, novas ou antigas Organizações, intrínsecas às ações e à Gestão da Qualidade de Vida no Trabalho. No âmbito de um intraempreendedorismo inovador, o objetivo deste estudo é avaliar e mensurar o impacto de ações de Psicologia Positiva dentro do Programa de Qualidade de Vida de uma grande multinacional, apoiando-se nos conceitos da própria Psicologia Positiva, alinhados aos estudos de Bem-Estar, Qualidade de Vida no Trabalho e Bem-estar no Trabalho. Pela metodologia de Pesquisa-Ação participante, onde o pesquisador está inserido no grupo de estudo, foram aplicados questionários qualitativos e quantitativos em mais de 140 participantes, onde foi possível mensurar o real impactos dessas ações, assim como entender as correlações destes resultados com a literatura estudada e reavaliar e sugerir melhorias ao Programa. Fica constatado que, apesar da grande dificuldade de análise e diversas possiblidades que expliquem as variações dos resultados, de uma maneira geral, pode-se dizer que sim, todas as ações positivas geram valor agregado aos funcionários impactados, e consequentemente sensação de Bem-estar.

* Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos