Mestrado Profissional em Empreendedorismo - Intraempreendedorismo no Brasil: como executivas(os) lidam com as barreiras organizacionais para implementar suas iniciativas

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
09/11/2018 - 09:30 até 12:30

 

Camila Batistella 

Mestrado Profissional em Empreendedorismo - Intraempreendedorismo no Brasil: como executivas(os) lidam com as barreiras organizacionais para implementar suas iniciativas

Orientadora: Profa. Dra. Ana Cristina Limongi França

Comissão: Profs. Drs. Marcelo Caldeira Pedroso, Victor De La Paz Richarte Martinez e Sandra Mara de Andrade

Local: Sala 217, FEA-5 

Resumo*

Este estudo foi realizado com o objetivo de investigar a percepção de executivos (as) sêniores quanto a possibilidade de empreender dentro de uma organização contemporânea, pontuar as barreiras percebidas por eles (as) e apresentar os caminhos percorridos afim de superar tais barreiras. A percepção de executivos (as) brasileiros (as) quanto a possibilidade de empreender dentro de uma organização nem sempre é positivamente unânime. As barreiras enfrentadas, muitas vezes, os (as) fazem perecer diante deste desafio. E como os (as) bem-aventurados (as) executivos (as) superam estas barreiras é de fato uma questão que requer maior entendimento. Outros fatores que merecem luz são como o poder político e a diferenciação de gêneros dentro das organizações pode influenciar o Intraempreendedorismo. 
A pesquisa baseou-se no depoimento de 35 executivos (as) brasileiros (as) que tiveram destaque dentro de organizações de grande porte. Foram aplicadas entrevistas semiestruturadas em profundidade e os dados analisados segundo as técnicas de análise do conteúdo.
Ao final foi possível apurar que: 3% dos entrevistados (as) não acredita ser possível empreender dentro de uma organização, 17% acreditam que depende do tipo de organização e 80% acreditam ser possível. De acordo com os dados pesquisados, conclui-se que empreender numa organização depende de uma combinação entre o mindset empreendedor das pessoas, um ambiente favorável que estimule as pessoas a trazerem suas ideias para mesa, uma cultura organizacional que permita a experimentação (tolerância a erros) e que as iniciativas estejam alinhadas a estratégia corporativa. É fato que o empreendedorismo está na pauta das empresas e aquelas que não vencerem os obstáculos no desafio de criar um ambiente que estimule a inovação, e não conseguir reter e atrair os profissionais adequados a essa expectativa, poderão ser insustentáveis a longo prazo e até ter sua sobrevivência ameaçada.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos