Mestrado - Organizações da sociedade civil no Brasil: um estudo dos principais desafios de gestão

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
09/10/2019 - 10:00 até 13:00

 

Luciana Meirelles Saboia

Mestrado - Organizações da sociedade civil no Brasil: um estudo dos principais desafios de gestão

Orientadora: Profª. Drª. Rosa Maria Fischer

Comissão: Profs. Drs. Flávio Hourneaux Junior, Perla Calil Pongeluppe W. Rebehy e Edison Quirino D’Amario

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo*

A partir da década de 1990 houve um crescimento significativo das Organizações da Sociedade Civil (OSCs) no Brasil, impulsionado por transformações na sociedade e no Estado brasileiro. Atualmente essas organizações representam um universo de mais de 820 mil entidades, mas ao mesmo tempo em que se verifica este crescimento quantitativo, não se observa que a maioria delas esteja em processo de desenvolvimento organizacional, principalmente no que concerne ao aperfeiçoamento das práticas de gestão. Prevalecem a informalidade dos processos e controles, ao mesmo tempo em que elas têm que enfrentar novas demandas e desafios, operando em um cenário de maior complexidade. Frente à necessidade destas organizações se prepararem para superar vulnerabilidades que acarretam riscos à sua sobrevivência institucional, foi desenhada uma pesquisa descritiva de abordagem quantitativa, que utiliza a base de dados obtida em um survey previamente realizado com 773 organizações, inseridas em todas as regiões do Brasil, e no qual foram identificados os principais desafios de gestão na perspectiva de seus gestores. Submetidos à análise fatorial, estes dados trouxeram a identificação de cinco categorias que exercem forte influência como desafio de gestão para continuidade das OSCs participantes do survey: gestão de pessoas, captação de recursos, estratégia, formação de conselhos e desenvolvimento de habilidades técnicas. Como a grande maioria dos gestores indicava o desejo de manter as atividades de suas organizações, apesar das dificuldades enfrentadas, neste estudo foram feitos cruzamentos entre essas expectativas dos gestores e essas categorias identificadas, para aferir a influência dos desafios de gestão na perspectiva de perenidade das OSCs. Apesar da maioria dos gestores indicarem a captação de recursos como um desafio de gestão que exerce forte influência, os resultados dos cruzamentos demonstram que outros desafios são também muito influentes, destacando-se: a gestão de pessoas, o desenvolvimento de habilidades técnicas e a formação de conselhos. Esses resultados indicam que embora a continuidade de atuação das OSCs dependa, obviamente, da sustentabilidade financeira, esta não se resolve apenas através de ações de captações tradicionais. O aperfeiçoamento da gestão das OSCs necessita da adoção de soluções mais ágeis, criativas e inovadoras, bem como do aperfeiçoamento integrado das demais práticas de gestão como: a elaboração de estratégias de médio e longo prazo, a valorização e o desenvolvimento das pessoas e a formação da governança.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos