Mestrado - A importância da deliberação na formação de estratégias organizacionais

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
22/09/2017 - 14:00 até 18:00

RUBENS PAULINO ORTEGA
Mestrado - A importância da deliberação na formação de estratégias organizacionais
Local: Sala 217, FEA-5
Orientador: Prof. Dr. Adalberto Américo Fischmann
Comissão: Profs. Drs. Martinho Isnard Ribeiro de Almeida, Edson Ricardo Barbero e Maria Cecilia Galante Porto

Resumo

A estratégia organizacional tem sido um importante campo de pesquisa, com destaque para o tema da elaboração das estratégias. Para compreender tal processo, é preciso levar em consideração as forças que influenciam essa construção. O conceito de formação das estratégias indica a interação entre o processo deliberado e formal de planejamento estratégico e o conjunto de influências (cognitivas, culturais e políticas, ambientais, entre outras) que condicionam tanto o processo de elaboração das estratégias quanto a sua eventual execução. A presente pesquisa enfoca o processo formal de elaboração de estratégias, em organizações nas quais este é claramente definido; e exclui expressamente a questão da execução. O autor entende que, nas organizações pesquisadas: (a) o conceito de formação de estratégias se aplica à etapa de planejamento formal, ampliando a ideia de formulação de estratégias; (b) o conceito de estratégias emergentes se manifestaria apenas na etapa de execução, portanto, encontra-se além do escopo do presente estudo. Este estudo parte do modelo descritivo de formação de estratégias, desenvolvido por Barbero (2008) a partir da sua pesquisa em empresas industriais no estado de São Paulo. Tal modelo traz dez elementos, que estabelecem cinco dimensões de análise do processo de formação de estratégias organizacionais. Na presente pesquisa, o instrumento de pesquisa desenvolvido e utilizado por Barbero (2008) é adaptado a uma abordagem qualitativa, com ênfase aos executivos envolvidos no processo de elaboração de estratégias de organizações que apresentam processos formalizados de planejamento estratégico. Esta pesquisa se justifica pela importância da aplicação do modelo conceitual de Barbero (2008), em outro contexto organizacional específico, e por adotar uma abordagem qualitativa. Espera-se, assim, contribuir para a compreensão da elaboração de estratégias organizacionais, em especial no que tange ao papel da deliberação, vista em confronto com as forças que exercem influências sobre tal processo. O resultado mostra que nas organizações estudadas, no momento formal de formação de estratégias suas características marcantes são desenvolvidas de forma visionária, discricionária, política, racional e deliberada. A política e a intuição se apresentam como potência e moldam o processo de múltiplas formas e consequências, permanecendo em aberto a antiga questão de como são efetivamente formadas as estratégias organizacionais, as quais, aparentemente, dependem das particularidades de cada organização e seu ambiente de atuação.

Departamento:

Voltar para a página de eventos