Doutorado - Qualidade de vida no trabalho: relações com literacia financeira, bem-estar financeiro e desempenho no trabalho

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
10/12/2018 - 16:00 até 19:00

 

Elton Parente De Oliveira      

Doutorado - Qualidade de vida no trabalho: relações com literacia financeira, bem-estar financeiro e desempenho no trabalho

Orientadora: Profa. Dra. Ana Cristina Limongi Franca

Comissão: Profs. Drs. Elza Fatima Rosa Veloso, Vera Rita de Mello Ferreira e Denis Forte

Local: Sala 217, FEA-5

Resumo*

O presente estudo busca analisar, no contexto de uma organização pública brasileira, as relações de qualidade de vida no trabalho, bem-estar financeiro, literacia financeira e desempenho individual. No campo teórico se observou as pesquisas e fundamentos do bem-estar humano que em diversos estudos é associado à felicidade, composto pela satisfação com a vida e pelo balanço de afetos negativos e positivos, uma vez que se constitui de aspectos envolvidos pelos demais construtos. Demonstrados os fundamentos dos estudos anteriores de cada elemento das relações analisadas, foi definido o modelo geral de delineamento da pesquisa, adotando a literacia financeira e bem-estar financeiro como antecedentes de qualidade de vida no trabalho, e qualidade de vida no trabalho e bem-estar financeiro como antecedentes de desempenho no trabalho. Para a amostra foram apresentadas as estatísticas descritivas, procedendo-se à análise de consistência das escalas, que foram consideradas adequadas. Posteriormente, foram testadas as relações por meio de modelagem de equações estruturais (SEM), passando pelos testes de ajustes com parâmetros considerados bons e válidos para as inferências de análise. De quatro (04) hipóteses testadas nas relações, os resultados apresentados demonstram que: a primeira hipótese foi suportada, demonstrando-se que é possível inferir que o Estado Pessoal de Qualidade de Vida influencia positivamente o Desempenho no Trabalho, com coeficiente de 0,298; a hipótese dois foi suportada, podendo-se inferir que Bem-estar Financeiro apresenta relação precedente significativa e positiva para a Qualidade de Vida no Trabalho, com coeficiente de 0,651; a hipótese três não foi suportada no modelo de equações estruturais, então foi realizado teste de correlação de Spearman, e dada a distribuição não normal, foi possível inferir que Literacia Financeira está significativamente correlacionada com Estado Pessoal de Qualidade de Vida com coeficiente 0,228; por fim, a hipótese quatro foi suportada, inferindo-se que o aumento do Bem-estar Financeiro influencia de forma significativa e positiva o aumento no Desempenho com coeficiente de 0,628. Compreende-se que o presente estudo enriquece as relações estudadas a respeito de qualidade de vida no trabalho ao trazer os construtos de literacia financeira e bem-estar financeiro para o debate de comportamento organizacional e gestão de pessoas no Brasil, bem ainda, sua influência para a gestão estratégica de pessoas observados os reflexos sobre desempenho no trabalho, permitindo novos estudos em razão de suas limitações do presente e extensão de análises futuras.

*Resumo fornecido pelo autor

Departamento:

Voltar para a página de eventos