Doutorado - A contribuição da competência política para a carreira, a reputação e a legitimação da liderança

Tipo de evento: 
Defesa
Data e hora: 
14/08/2017 - 14:30 até 17:30

 

Paula Sousa Brant e Melo

Doutorado

A contribuição da competência política para a carreira, a reputação e a legitimação da liderança

Orientador: Prof. Dr. Joel Souza Dutra

Comissão: Profs. Drs. Anderson de Souza Sant'Anna, Leoonardo Nelmi Trevisan,  Andre Luiz Fischer e Liliana Vasconcellos Guedes

Local: na sala 217, FEA-5

 

Resumo

O comportamento político é uma característica da vida nas organizações, no entanto é preciso reconhecer que diferentes gestores são mais ou menos efetivos no uso desse comportamento, como consequência de suas habilidades. A competência política é vista como fator crítico para a efetividade e o desenvolvimento da carreira de lideranças. Esta pesquisa visa compreender melhor essa competência, sua relação com o desenvolvimento na carreira, o aumento da reputação e a atribuição de legitimidade das lideranças no contexto das organizações brasileiras. Para tanto, foram utilizados métodos mistos (quantitativo e qualitativo). A pesquisa foi desenvolvida em duas etapas, sendo a primeira a validação de questionário pré-existente em inglês para o português, o qual possibilita a avaliação da competência política (obtiveram-se 200 questionários válidos). Na segunda etapa, foram realizadas entrevistas com 21 gestores, com um roteiro de 12 perguntas abertas e aplicação do questionário. As questões foram elaboradas com o objetivo de identificar como as organizações e os gestores brasileiros percebem o ambiente político e como eles se sentem em relação ao aspecto político da função do gestor e se as lideranças brasileiras se consideram politicamente competentes e como elas são percebidas por seus pares e superiores nesse quesito. Buscou-se ainda verificar se a competência política é reconhecida como uma competência importante e positiva para os gestores. Para tanto, explorou-se a perspectiva positiva da política nas organizações, nos sistemas de carreira e na liderança. Outro ponto avaliado foi se as descrições feitas pelos entrevistados a respeito da reputação e legitimidade podem ser associadas à caracterização de lideranças consideradas politicamente competentes. Embora a visão mais comum da política seja negativa, os resultados mostraram que os profissionais brasileiros reconhecem o ambiente político nas empresas, seus aspectos positivos e a importância da competência política no desenvolvimento de suas carreiras. Na conclusão, discutiram-se as contribuições da pesquisa, suas limitações e sugestões de estudos futuros.

 

 

Departamento:

Voltar para a página de eventos